quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Sob O Céu (Capitulo 5) - Batata Frita


- E ai meninas, o que acharam?- João perguntou assim que eles terminaram a musica.
- Perfeito!- Gi exclamou.
- Vocês foram ótimos! Eu tô pasma!- eu disse, eles sorriram.
- Vocês têm algum pedido de musica?- Vicente perguntou, imitando algum radialista. Todos riram.
- Toca aquela do "tênis preto All Star". - Gi pediu.
- Que musica é essa? - Álvaro estava com os olhos arregalados.
- Matriz do Ramirez. - eu expliquei, eles se entreolharam confusos.
- No próximo ensaio a gente toca essa. Nunca ouvi essa musica. - Cauã explicou.
Depois do ensaio eles queriam jantar, mas não estavam nem um pouco afim da comida da minha avó, que alertamos, não era das melhores. Uma vez, juro, minha avó conseguiu queimar a água fazendo arroz. Edu comentou de uma lanchonete que ele viu no caminho, e fomos pra lá.

A lanchonete era divertida, as paredes de fora eram pintadas de laranjado em baixo e subindo a parede, o laranja se desbotava até ficar amarelo. Círculos coloridos foram distribuídos em toda a parede, tornando o ambiente alegre, o nome da lanchonete fez Cauã rir ate quase fazer xixi nas calças, "Engordietzando!", a parte interna tinha bancos de couro coloridos, e a parede era verde florescente, as garçonetes usavam macacões coloridos, cabelo preso em "Maria- Chiquinha" e sapatilhas Melissa coloridas, os cardápios, diferentes, eram em formato de figuras geométricas. Logo descobrimos que ali era o point de encontro dos adolescentes da região.
- Mesa para sete, por favor. - pediu João, e a garçonete loirinha nos colocou em uma mesa redonda gigante e rosa choque, para minha alegria.
- A Julie vai comer até mais feliz. - Giovanna brincou.
Todos pediram sanduíches, com nomes estranhos e que eram gigantes, eles vinham com batatas fritas (as quais você podia escolher entre os formatos: palito, circulo, estrela, coração, homenzinho, mulherzinha), as minhas eram de coração e as da Gi de estrelas. Os meninos pediram homenzinhos e mulherzinhas e ficaram brincando com as batatas antes de comê-las, o que nos levou aos risos e fez as pessoas em volta olharem curiosas para nossa mesa.
- Oi, meu nome é Batatana. - disse Cauã segurando uma batata-mulherzinha e imitando voz de mulher, ele fez a batata se aproximar da batata-homenzinho do João.
- Oi Batatana, eu sou Zé Batata! - ele engrossou a voz, de repente outro personagem-batata invadiu a cena, era a batata-mulher do Paraíso Proibido, Vicente.
- Zé Batata, eu conheço uma pessoa que tá querendo "da uns garro" em você.- ele imitava voz de mulher.
- Quem Zuleidinha-Batatinha?- o nome que João deu a mulher-batata do Vicente levou todos aos risos, mas eles continuaram com o teatro.
- Ai... Não sei se eu conto... Ai, ela vai me matar! Mas, é a Batatana!- todos nós começamos a rir, e a Batatana e o Zé Batata se beijaram bem ali na nossa frente... Depois os três comeram suas batatas. O pessoal nas mesas em volta da nossa estavam rindo assim como nós.


Escrito por:Marcella Leal (www.cabelocorderosa.blogspot.com)
Créditos da foto: http://www.saiunojornal.com.br/camisinha-em-porcao-de-batatas-fritas.html

6 comentários:

PituXa disse...

trella aki fooi pooco com as batatas kkkkkkk' ameii'moor

Lélla disse...

A cada dia essa historinha ta ficando mais engraçada IEUAOIEUAOIEUA essas batatinhas não prestão. ieauoieuae

Pi disse...

Shausshausshaus. Rir muito, a historia ta batata.
Beijos, post novo no meu blog

Rafa Cullen disse...

hsuahua' rachei com o lance das batatas :D' essa historia fica cada dia melhor *-*
beijinhos ;*

Taah ♥ disse...

Tô adorando sua história.

Ariel Augusto ( Japa ;P ) disse...

Engordietzando! , zé batata , Zuleidinha-Batatinha ,batatana kkkkkkkkkkkkk